Publicado Nov 30, 2010



PLUMX
Almetrics
 
Dimensions
 

Google Scholar
 
Search GoogleScholar
Descargas


José Henrique Silveira de Brito

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Resumen

Partindo do consenso de uma ética global , pretende-se encontrar quais são as condições desta ética a partir da parábola do Bom Samaritano (Lc 10, 25-37 ). Atrvés da qualidade de vida, no âmbito da parábola do Bom Samaritano , encontramos os elementos necessários para definir uma ética global, sem deixar de considerar o pensamento de dois filósofos, como Lévinas e Cortina, como suporte da nossa leitura fenomenológica da parábola, permitindo novas conceitualizações para a qualidade de vida, representada nos diferentes personagens, quer reais, quer fictícios, da parábola. Desta feita, verifica-se uma relação entre a ética global e a parábola, dado que esta se afirma como ética de máximos, desde a aretologia neotestamentária até à visualização axiológica, que terminará na afirmação da qualidade de vida escatológica, iniciando-se, também, na qualidade de vida telúrica.

Keywords

Parable of the Good Samaritan, global ethics, quality of life, Levinás and CortinaParábola do Bom Samaritano, ética global, qualidade de vida, Lévinas e Cortina

References
Cómo citar
Silveira de Brito, J. H. (2010). Pela parábola do bom samaritano: uma ética global. Theologica Xaveriana, 60(170). https://doi.org/10.11144/Javeriana.tx60-170.ppdb
Sección
Artículos