Título de página

Afetar e ser afetado: corpo e cognição entre deficientes visuais

Marcia Moraes, Carolina Cardoso-Manso, Ana Claudia Lima-Monteiro

Resumen


O objetivo deste trabalho é apresentar os resultados da pesquisa intervenção realizada com um grupo de jovens deficientes visuais que visa promover diferentes articulações entre corpo e cognição. Baseados na teoria ator-rede, consideramos que ter um corpo é aprender a ser afetado por atores díspares e heterogêneos, tanto humanos quanto não humanos. O trabalho de campo é realizado através de atividades de expressão corporal que têm por finalidade promover conexões, articulações entre o corpo e materiais tão heterogêneos quanto um elástico, uma lixa, uma música, um colega. As intervenções são realizadas em grupo e são negociadas e pactuadas com os sujeitos que participam da pesquisa, de tal modo que há uma relação de construção recíproca entre o pesquisador e o pesquisado. As experimentações corporais realizadas têm produzido novos modos de conhecer entre os jovens com deficiencia visual. Neste sentido, consideramos que a cognição é efeito de tais experimentações corporais, cognição coletiva, híbrida, que se produz em rede. Por esta via, somos levados a tecer considerações sobre o papel da psicologia numa instituição voltada para a educação dos deficientes visuais

Palabras clave


Educación de ciegos; cognición y cultura

Texto completo: PDF

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.